home

Concurso de Poesia na PUC-Rio revela novos talentos das letras

 

fotoUm livro dividido entre 53 autores jovens, resultado de um concurso. Com esta composição, seis alunos da PUC-Rio participaram do lançamento do livro “Novos talentos da poesia”, organizado pela Fundação Cesgranrio. No total, três mil exemplares da obra serão distribuídos em instituições de ensino e em bibliotecas escolhidas pelos autores.
 
O objetivo do livro é levar “ambiência cultural” às escolas, tanto públicas, quanto privadas, diz o presidente da Cesgranrio, Carlos Alberto Serpa. O Secretário-executivo do Centro Cultural da Fundação, Leandro Bellini, ressalta que educação e cultura não podem andar separadamente. As inscrições foram abertas somente para alunos do Rio de Janeiro. Bellini destaca que o concurso de poesia foi escolhido pela Cesgranrio, por causa da dificuldade de encontrar jovens interessados no gênero literário. Porém, ele se surpreendeu com 300 textos enviados.
 
“Foi uma surpresa o número de inscritos. Eu não sabia que tínhamos tantos jovens com interesse em poesia. O processo de seleção durou até um pouco mais, pois não esperávamos receber tantos textos” ressalta.
 
Autora da poesia “O que sentimos”, Marianna de Oliveira, aluna de Jornalismo da PUC-Rio, gosta de escrever desde a infância. No ensino fundamental, escreveu a poesia – que enviou à Cesgranrio – para receber um ponto em português. “Eu não esperava ser selecionada. Quando li o e-mail, gritei %u2018eu não acredito!%u2019 e todos se espantaram com a minha exaltação” descreve.
 
Inspiração
João Marcos Cantanhede, também graduando de Comunicação, começou a escrever aos 15 anos, com inspiração em reminiscências da infância e da juventude. Decidiu, então, criar o blog presentereflections.tumblr.com, onde “Prezado futuro”, poesia escolhida pelo concurso, divide espaço com mais cem poemas. Para Cantanhede, escrever poesia é uma forma de “relaxar a mente”. Além de Marianna e de Cantanhede, também tiveram um texto escolhido os alunos da PUC-Rio Lucas Noleto Rique Reis, de Ciências Sociais; Luciano Rosse Loureiro, Administração; Ruberval José da Silva, História e Tatiana Cristina Costa Mendes, Direito.
 
A atriz e poetisa Elisa Lucinda, presente no lançamento, acredita que a poesia investiga o ser humano e traduz os sentimentos. A atriz afirma que o gênero é importante à juventude, época de fortes emoções. “Eu comecei a escrever poesia na adolescência. Meio raivosa, um pouco libertária, na época da ditadura. A poesia foi minha aliada para expressar o que eu queria”, afirma Elisa.
 
Fonte: Jornal da PUC-RJ

Compartilhe

Últimas notícias