home

Aluno jesuíta, Carlo Acutis será canonizado em 2025

Carlo Acutis, aluno jesuíta do Liceu Leão XIII em Milão (Itália), foi reconhecido pelo Vaticano, ontem (23), para a canonização, que ocorrerá durante o Ano Jubilar de 2025 da Igreja. O jovem católico nasceu em 03 de maio de 1991, em Londres (Inglaterra) e morreu de leucemia em Monza (Itália), em 2006, aos 15 anos. Um dos patronos da Jornada Mundial da Juventude de Lisboa (Portugal), Carlo será o primeiro santo millennial da Igreja Católica.

Carlo demonstrou, desde cedo, uma grande habilidade para a informática, que colocou a serviço do próximo e para divulgar conteúdos de formação cristã, como a exposição sobre os milagres eucarísticos. Com conhecimento de ciência da computação muito acima da média para garotos da sua idade, o jovem conseguiu unir as duas paixões ao criar um site dedicado à catalogação cuidadosa de cada milagre já relatado e para evangelizar — façanha que lhe rendeu o título de “padroeiro da internet”.

Ao ser aprovado para o ensino médio, a família Acutis encontrou no Liceu Leão XIII, colégio da Companhia de Jesus, um espaço educativo onde Carlo pudesse se desenvolver para um futuro esperançador. Foi matriculado em setembro de 2005 e teve contato com mais profundidade com o carisma e a espiritualidade de Santo Inácio de Loyola. Conhecendo a máxima inaciana “em tudo amar e servir”, deu mais sentido ao seu apostolado nas Rodovias Digitais, com profundidade e otimismo.

Em setembro de 2006, surgiram os primeiros sinais de doença e, após o diagnóstico, uma leucemia fulminante. Com total confiança, entregou a Deus o pouco tempo de vida que lhe restava. Faleceu em 12 de outubro de 2006 e sua beatificação ocorreu em 10 de outubro de 2020.

Sua festa, portanto, é celebrada no mesmo dia de Nossa Senhora Aparecida, nossa padroeira. Aliás, são muitos os fatos na vida de Carlo que o ligam ao Brasil, a começar pelo milagre com o qual foi beatificado, verificado em Campo Grande (MS).

O reconhecimento do segundo milagre atribuído à intercessão de Carlo Acutis possibilita que sua canonização durante o Ano Jubilar de 2025 da Igreja. Em decreto publicado ontem (23), o Papa Francisco aprovou a cura milagrosa de Valeria Valverde, de 21 anos, da Costa Rica, que estava perto da morte depois de ferir gravemente a cabeça em um acidente de bicicleta quando estudava em Florença (Itália), em 2022.

Seis dias após o grave acidente, a mãe de Valéria fez uma peregrinação a Assis para rezar pela cura da filha no túmulo do beato Carlo Acutis, deixando um bilhete escrito. Nesse mesmo dia, Valéria começou a respirar sozinha e, no dia seguinte, recuperou o uso dos membros superiores e recuperou parcialmente a fala.

Ao contrário das previsões médicas, Valéria passou apenas uma semana em fisioterapia e, em 2 de setembro de 2022, dois meses depois do acidente, fez uma peregrinação ao túmulo de Carlo Acutis, em Assis, com a mãe, para celebrar sua cura completa.

Em um Angelus dominical, o Papa Francisco afirmou:

Carlo Acutis “não se acomodou numa imobilidade confortável, mas colheu as necessidades do seu tempo, porque viu o rosto de Cristo nos mais frágeis. O seu testemunho mostra aos jovens de hoje que a verdadeira felicidade se encontra pondo Deus em primeiro lugar e servindo-O nos irmãos, especialmente nos últimos. Um aplauso ao novo jovem beato da geração atual!”.

O beato foi um dos patronos da JMJ de Lisboa e será o primeiro santo millennial da Igreja Católica.

Fontes: com informações de Vatican News e Associação Mundial Carlo Acutis

Compartilhe

Últimas notícias