home

Colégio Diocesano se declara como unidade educacional antirracista

O Colégio Diocesano São Francisco de Sales & Diocesano Infantil, em Teresina (PI), posicionou-se, oficialmente, como instituição antirrascista. A declaração foi feita por meio de uma carta aberta, lida no dia 26 de novembro, durante um evento no auditório Pe. Antônio Vieira, que reuniu colaboradores, famílias e estudantes. 

Leia aqui a carta aberta.

O documento foi redigido pelo RG Identidades, grupo de trabalho interno que aborda as questões étnico-raciais e de gênero. A declaração é motivada pela percepção do Colégio, como instituição jesuíta, da importância de construir um espaço escolar que estimule o combate aos preconceitos. “Desenvolvemos um documento para ser atemporal, que, independentemente de gestão, garantisse uma ação afirmativa no olhar para estas questões. A Política estabelece diretrizes para garantir o nosso objetivo, que é fomentar a equidade étnico-racial e também de gênero, e para garantir isso, uma das principais ações é realizar essa declaração pública. Não basta dizermos que não somos uma instituição racista, mas precisamos declarar que somos antirracistas”, explica a psicóloga escolar Lorenna Munise, referencial do RG Identidades. 

A Política, enquanto documento, será lançada oficialmente no início de 2023. Centrado em 22 diretrizes de como a escola deve abordar as temáticas de raça e gênero, o documento também inclui uma série de ações a serem incluídas no calendário do Colégio para trabalhar as temáticas com alunos, colaboradores e famílias.

RG Identidades

O grupo de trabalho foi lançado oficialmente no mês de abril, durante a Feira Literária do Colégio Diocesano São Francisco de Sales, e é formado por colaboradores de diversos setores do Colégio, como Psicologia Escolar, Biblioteca, Formação Cristã, Comunicação, além de assessoria de professores, analista patrimonial e representantes do Grupo Magis Teresina, obra jesuíta voltada para os jovens. O objetivo é possibilitar um espaço de acolhida, trocas e escutas de narrativas sobre as relações de gênero e étnico-raciais.

Compartilhe

Últimas notícias