home

Fé e Alegria: III Feira da Mulher Empreendedora celebra a força feminina em Boa Vista

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher, a Fundação Fé e Alegria do Brasil e a Cáritas Diocesana se uniram mais uma vez para realizar a III Feira da Mulher Empreendedora. O evento aconteceu nos dias 07 e 08 de março, na Casa da Caridade Papa Francisco, em Boa Vista (RR).

O objetivo da Feira foi valorizar e incentivar mulheres a conquistarem independência financeira por meio do empreendedorismo e da economia popular solidária, reconhecendo e promovendo seus trabalhos. Dessa forma, a iniciativa não apenas combate à desigualdade social, mas também promove a inclusão social e econômica.

“A Feira desempenhou um papel crucial no fortalecimento da economia local, gerando novos negócios e oportunidades de trabalho para a comunidade”, destaca a coordenadora do Escritório de Empreendedorismo de Fé e Alegria, Suzana Pereira da Silva.

Para envolver a comunidade e movimentar o evento, a III Feira da Mulher Empreendedora foi marcada também por atividades de lazer e entretenimento, como concursos de poesia e de música, além de sorteio de brindes e bingo.

Oportunidade para mulheres migrantes

Cerca de 300 pessoas passaram pelo evento, que contou com 33 mulheres empreendedoras. Delas, 12 eram beneficiárias do Escritório de Empreendedorismo de Fé e Alegria, que desde 2021 trabalha para formar microempreendedores e pequenos comerciantes, especialmente mulheres, que compõem 75% do total de atendidos, oferecendo apoio na elaboração e na condução de um plano de negócios.

Entre as empreendedoras que participaram como expositoras na Feira, apenas três eram brasileiras, uma era migrante guianense e as demais, migrantes venezuelanas. Os produtos expostos incluíram artesanato, perfumaria, livraria, crochê, tapeçaria e alimentação, além de serviços como massagem terapêutica. 

A venezuelana Betty Carolina Ramírez Palma, que participou pela primeira vez, resume sua vivência na Feira como uma experiência de sonho. “Senti muita empatia e apoio por parte de todos, e me senti muito grata e valorizada por ter recebido o convite para participar. O resultado foi muito bom. Além de conseguir gerar uma renda com a venda dos meus produtos e a visibilidade de fortalecer a minha marca, pude também sair da feira com algumas encomendas.”

 

Veja alguns registros do evento:

Compartilhe

Últimas notícias